Precisamos falar sobre: Lemonade

Esse foi um final de semana de muitas emoções, principalmente por causa das estreias de Lemonade e a sexta temporada de Game of Thrones. Mas, hoje, vamos focar na Queen Bey. GOT já é assunto para outro post.

Lemonade é o nome do sexto álbum de estúdio de Beyoncé. Disponível no Tidal, iTunes e Amazon, são 12 faixas e um projeto visual de 1h05mim. Descrito como um “projeto conceitual baseado na jornada de auto conhecimento e cura de todas as mulheres”, o álbum nos introduz a uma artista que além de arrasar nos palcos, também passa por momentos de dúvidas, fraquezas e até problemas conjugais. Parece que alguém tem mais de 99 problems…

Seguindo a linha de FORMATION, lançada em fevereiro, Lemonade tem muitas mensagens políticas e sociais, empoderamento feminino, e a valorização da cultura afro-americana. Assistir e ouvir Lemonade é como ler o diário de Bey. Melhor álbum dela, sem dúvida!

Agora é só aguardar pela turnê, que tem início no dia 27/04 (amanhã!!!), para saber como Lemonade será apresentado ao vivo e ver Queen Bey slaying!!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Precisamos falar sobre “FORMATION”

Então, precisamos falar sobre FORMATION, com um certo delay devido ao carnaval, mas tudo bem.

No dia 6 de fevereiro, dia anterior a sua participação na apresentação do Coldplay no intervalo do Super Bowl,  Beyoncé lançou seu novo single “Formation” e abalou as  estruturas do mundo inteiro. Na música, a diva celebra a cultura afro-americana, mostra uma Nova Orleans ainda devastada pelo furacão Katrina e critica abertamente o racismo e a polícia de Nova Orleans, lembrando dos negros desarmados que foram assassinados por policiais locais. Resumindo, tanto a música quanto o clipe são um tapa na cara da sociedade. Confira:

 

A polêmica do clipe foi só uma preparação para o Super Bowl. Em sua apresentação no domingo (07/02), Bey arrasou cantando e dançando FORMATION, gerou muita polêmica pelo figurino que fazia alusão às roupas usadas pelos Panteras Negras, grupo revolucionário que defendia a resistência armada contra a opressão dos negros. E o X formado pelas dançarinas em determinado momento da coreografia, que remetia a Malcon X, um dos maiores defensores do Nacionalismo Negro nos EUA. O próprio refrão da música pode ser interpretado de duas maneiras: “Okay, ladies. now let’s get (in)formation”. Pode-se entender que a cantora pede às mulheres que entrem em formação na luta pelas questões feministas e contra o racismo. E também pode-se dizer que Beyoncé pede que as mulheres obtenham mais informação, para que tenhamos completa noção de tudo acontece ao nosso redor, porque conhecimento é poder. E Bey canta sobre o empoderamento feminino desde a época de Destiny’s Child.

 

FORMATION gerou tanta polêmica que alguns políticos americanos se pronunciaram sobre o assunto, e até foi cogitado um boicote contra a nova turnê que leva o mesmo nome da música, por aluns policiais americanos.

O SNL, não perdeu a oportunidade e fez uma sketch maravilhosa sobre a reação exagerada da população americana pelo posicionamento da Beyoncé contra o racismo e pelo simples fato dela se “assumir” negra. É hilário!

Finalmente, o trailer!!

Depois de uma pausa considerável, Divalogia retorna com o trailer do filme mais esperado do ano! O vídeo foi liberado há alguns minutos no canal do filme no Youtube. Foi exibido no Mais Você, da Rede Globo e, no programa Today Show, do canal americano NBC. O trailer está imperdível, e na trilha sonora, uma versão super sexy e viciante de “Crazy in Love”, da nossa DIVA Beyoncé!! Se você ainda não viu, vale a pena conferir!! E que fevereiro de 2015 chegue logo!! : )

Translate »